2074a

Três casais em orgia


Começa na piscina, passa para fotos… depois orgia completa! Um sábado maravilhoso!

(escrito por Kaplan)
Osmar e Paola, um casal lindo. Nos convidaram e a um outro casal amigo para passarmos um sábado de farras em seu sítio. Aceitamos, com prazer!

Então, já na ida, Eli e Camila foram em nosso carro, claro que Meg foi atrás com o Eli e Camila veio na frente comigo. E já começamos a brincar, antevendo o dia sensacional que iríamos passar. Meu pau foi colocado para fora da bermuda e ela ficou segurando nele. Não me chupou porque a estrada estava muito cheia e só os caminhoneiros é que viram o que ela fazia. 
Até que enfim posso fazer o que eles fazem…

Quando entramos numa estradinha de terra, aí, sim, ela se inclinou e me deu uma bela chupada, e ficou encostando os seios em minhas pernas. O dia prometia.

No banco de trás, Meg e Eli só faltaram transar mesmo, pra valer. Se chuparam de tudo quanto é jeito possível. Quando paramos o carro, os três já estavam nus e eu apenas com a bermuda, que não foi possível tirar, já que eu dirigia. Mas ela foi arrancada em seguida.

Osmar e Paola nos receberam e quando nos viram daquele jeito, trataram de ficar como nós, então ficamos os três casais completamente nus, sentados à beira da piscina e tomando cerveja, vinho, e alguns drinques.

As três se levantaram e ficaram conversando, um pouco afastadas. Dali a pouco chamaram o Osmar que foi até elas e logo voltou.

– Kaplan, é um trabalho pra você. Elas querem ser fotografadas antes de começarmos a nossa pequena orgia. E se prepare que elas vão fazer poses altamente condenáveis para a moral vigente!

Rimos muito da observação dele. Eu já imaginava que Meg havia atiçado as duas para se deixarem fotografar. Fui ao carro, peguei a máquina e me dirigi até onde elas estavam para fazer as fotos “condenáveis” que elas queriam. 
Que bundas maravilhosas!
  

Meg dirigiu as duas e elas começaram a fazer poses e mais poses, se esfregando, se beijando, pegando nos seios, passando as mãos nas bundas e seios, chupando as xotinhas… era uma orgia a três e eu registrei algumas cenas. Cheguei bem perto e fiz alguns closes das bundinhas, dos peitinhos… coisa linda!


E as xotinhas e seios… lindeza total!
E deu pra perceber que elas não estavam só fazendo poses não… estavam envolvidas em tudo que faziam, gemidos eram ouvidos, aquilo me deixava com tesão impossível de ser camuflado porque eu estava pelado, como todos ali. Eli e Osmar também estavam excitados e acompanhavam de perto a performance de nossas esposas.

Meg estava sendo chupada por Paola, e era uma chupada tão bem dada que ela corcoveava o tempo todo, a gente percebia seu ventre subindo e descendo… olhei para Osmar e comentei que ia querer uma chupada da mulher dele.

– Fique à vontade, vai gostar, eu já gozei várias vezes só nas preliminares com os boquetes dela! 
Paola… mas o que é isso….

Ouvindo isso, Paola largou a Meg com Camila e veio chupar meu pau. Entreguei a máquina para Osmar que a guardou. O lance agora era outro, eu encostado numa árvore, Paola me chupando e Osmar e Eli subiram na árvore e ajudaram Meg e Camila a subir e elas ficaram fazendo boquetes neles lá em cima. Era uma cena estupenda. Três boqueteiras fantásticas levando a gente às alturas com suas bocas.

Meg começou uma espanhola com Eli, lá em cima, maluquice… deviam descer antes de despencarem…

E foi o que Camila fez, deixando Osmar lá em cima. Mais que depressa ele se juntou a Meg e Eli e Meg ficou com dois paus à disposição.

– Kaplan, sobe aqui, vamos dar um banho de porra na Meg!

Paola riu e me liberou, subi e ficamos os três nos punhetando até despejar tudo em cima dela, lambuzou os cabelos, o rosto, os seios… e todo mundo, ela inclusive, morrendo de rir do que haviam feito.

Descemos da árvore e assim que Meg se limpou, demos ainda um tempo para que nós três nos recuperássemos e logo voltamos à orgia. Meg e Eli foram para um canto e ele ficou comendo-a, em pé, ela se apoiando numa mesa em volta da piscina. Camila veio ter comigo e fiquei deitado com ela me cavalgando. Paola e Osmar constituíram, portanto, o único casal legítimo naquele momento. Ele ficou comendo-a deitado por cima dela.

Depois Meg chegou perto da Paola e falou que era para as duas subirem naquela árvore. Paola adorou a ideia e logo as duas estavam se amando lá em cima. Camila, medrosa, não quis subir então o Osmar se encarregou de deixá-la ocupada, enquanto Eli e eu apreciávamos as duas lá em cima.

Eli me falou:

– Sabe, eu vejo a Paola, a Camila, elas curtem transar com mulheres, mas a Meg tem algo diferente, a Camila já me disse que Meg consegue fazer ela gozar de um jeito tão incrível que ela quase desmaia.

– Meg curte mesmo, adora homens e mulheres… e é muito boa em tudo que faz.

– Não precisa me falar isso… eu sei! 
É orgia… mas a gente precisa descansar…

Mais um intervalo, elas desceram da árvore e foram nadar. Nós três ficamos sentados, tomando cerveja e esperando o próximo round. E foi espetacular, acho que as três combinaram e vieram até nós. Pegaram o Osmar, levaram-no e as três foram chupar o pau dele, depois fizeram o mesmo comigo e, finalmente, com o Eli.

– Pronto, amores, por hoje chega… agora é só beber e falar mal da vida alheia!

Sentaram-se com a gente e ficamos bebendo e conversando até o dia acabar. De noite, cada casal legitimamente constituído ficou em um quarto e as transas foram com nossas digníssimas esposas.

2035a

Swing de jovens enamorados


O que acontece quando se encontram dois casais de namorados bem liberais…

(escrito por Kaplan)  
Camila e Gabi, duas grandes amigas, estavam de quatro, na ampla sala da casa de uma delas. Gemiam, pois atrás das duas estavam Aquiles e Jorge metendo sem parar nas formosas e perfumadas bucetinhas.
Seu namorado é ótimo! – O seu também!

Só que… Aquiles comia Gabi, que era namorada de Jorge, e Jorge comia Camila, que era namorada de Aquiles…

Sim, amigos e amigas, eram dois casais de namorados, bem liberais, que, um dia, depois de uma balada regada a muita bebida, foram parar num motel e lá transaram trocado pela primeira vez. Gostaram tanto que, a partir daquele dia, sempre que havia oportunidade lá estavam os quatro, compartilhando seus e suas parceiros e parceiras.

Naquele dia estavam na casa da Gabi, aproveitando que os pais dela estavam viajando. Pode-se imaginar a farra que fizeram, tendo a casa à sua disposição por um fim de semana inteiro!

Esta que comecei descrevendo, já era a terceira do sábado, exatamente às 14 horas. A primeira tinha acontecido às 9 horas, quando os três chegaram, pois tinham sido avisados pela Gabi que os pais dela já tinham saído. 
Por que será que na cama dos pais tem outro sabor?

Mal chegaram, encontrando Gabi nua, todos ficaram nus e foi na cama dos pais, ainda desarrumada, que aconteceu o primeiro swing. Não vestiram mais nada. Ficaram nus o dia inteiro e assim as duas ficavam sabendo rapidamente quando eles estavam prontos para mais uma… que rolou às 11 horas. Ver as duas preparando o almoço, peladinhas, bundinhas rebolando… atiçou os dois rapazes que traçaram as duas de novo, sempre trocadas.

A terceira acontecia, então, na sala, como eu descrevi inicialmente.

E nessa terceira vez, aconteceu uma novidade, que o Aquiles propôs silenciosamente ao Jorge. Quando as duas começaram a gemer loucamente, eles rapidamente trocaram, e cada um foi comer a sua própria namorada.

A princípio, as duas não entenderam o que tinha acontecido, mas logo perceberam e Gabi comentou:

– Ah, gente, que bacana… gostei disso… sabem que eu tinha pensado nessa possibilidade? Que bom que vocês também pensaram! Então, manda brasa, meu amor…

E como eles meteram… as duas já estavam quase gozando…

Mas elas queriam proporcionar mais prazeres para seus respectivos amores, então tiraram as xotinhas dos paus deles, fizeram eles sentarem-se no sofá, um ao lado do outro e sentaram, de frente para eles para que pudessem mamar em seus peitinhos enquanto elas pulavam e pulavam.

Depois a Camila falou com a Gabi:

– Olha, nós fizemos uma coisa que Aquiles adorou, e acho que o Jorge também vai gostar. Olha só: 
Boquetes sem fim… muito bom!

Ela levantou, em seguida ajoelhou na frente do namorado , levantou as pernas dele e começou a beijar as bolas e o cu… Gabi que olhava atentamente o que a amiga fazia, também fez e seu namorado também gostou da novidade.

As duas trocaram de namorados e continuaram o que estavam fazendo e depois começaram a fazer boquetes até que eles gozassem e elas bebessem o leitinho todo.

Ainda houve mais duas naquele sábado. Camila e seu namorado tiveram de sair, não puderam dormir lá, porque os pais dela não admitiam que ela dormisse fora de casa. Mas prometeram voltar no domingo, logo de manhã para mais algumas trocas.

Gabi e Jorge passaram a noite juntos e treparam antes de dormir e quando acordaram. Era um treino para quando os amigos chegassem…